quinta-feira, setembro 15, 2005

Leituras Liberais












«Continuamos preocupados com esta lógica de rectângulo, de concorrência interna, com empresas pequeninas a matarem-se umas às outras, em lugar de criarmos uma empresa forte e de abrirmos o mercado»
Entrevista com António Borges na revista "Visão".
A não perder.


VISAOONLINE 14 Set. 2005
Cada vez mais activo no PSD, não exclui a hipótese de vir a candidatar-se à liderança dos sociais-democratas. Sem esconder críticas à actual situação, mantém o discurso optimista sobre o futuro de Portugal. Mas mostra-se preocupado com «o regresso das cliques políticas ao interior das empresas» e ataca ferozmente os aparelhos partidários. «Hoje aceitamos gente que nunca deveria estar num cargo público, gente que deveria estar na cadeia e que continua aí com a mania de que ganha eleições», alerta. Na área económica, classifica de «contra-producente» a vontade de o Governo pôr a Galp a concorrer com a EDP na área energética. «Continuamos preocupados com esta lógica de rectângulo, de concorrência interna, com empresas pequeninas a matarem-se umas às outras, em lugar de criarmos uma empresa forte e de abrirmos o mercado», defende. Diz ainda que discorda frontalmente do primeiro-ministro José Sócrates quando este afirma que a prioridade externa é «Espanha, Espanha, Espanha» e recorda que «os erros económicos pagam-se com a perda de independência».

3 Comments:

Blogger andré said...

Este gajo tá doido....julga que tamos onde? empresas grandes com que capitais ??? estrangeiros que é para ele e os amigos ser o Administrador e sacar chorudo ordenado de multinacional???
Precisamos é de muitas e muito imaginativas empresas médias pequenas e grande internacional salesmen...precisamos de produzir bem salários motivadores e patrões civilizados que não aspirem aos ferraris e à mansões a curto prazo...

Precisamos muito design e diversificado.....

precisamos de ATACAR O MUNDO !!!!

Mais abertura dasse estamos todos abertos e estamos pior que nunca..este Borges deve ser mentecapto.... e motivar os Portugueses......que andam pelas ruas da amargura..enganados por toda a cáfila de patós oportunistas
e gananciosos...............

4:59 da tarde  
Blogger andré said...

precisamos é de INICIATIVA PRIVADA & CAPITALISMO PRÁ MAIORIA....

5:01 da tarde  
Blogger FV said...

«Continuamos preocupados com esta lógica de rectângulo, de concorrência interna, com empresas pequeninas a matarem-se umas às outras,em lugar de criarmos uma empresa forte e de abrirmos o mercado»

Este "criarmos" refere-se a quem? Ao estado? Seria muito surpreendente.
O Sr. Borges considera a concorrência interna prejudicial?
Para "uma empresa forte" sem concorrências internas já temos a EDP e os CTT (felizmente a PT deixou de o ser).

PS: Para quando as noites à direita no Porto, que se não me engano, foram prometidas para Setembro deste ano?

9:30 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home